Solar Boa Vista e

Capela São João de Deus

 

O Solar Boa Vista fica no Engenho Velho de Brotas. Era a sede da Fazenda Boa Vista. Foi também residência da família de Castro Alves, depois foi asilo e hospital. Nos anos '80 abrigou a Prefeitura e atualmente é a sede da Secretaria Municipal de Educação.

A data da construção desse Solar é desconhecida, mas sabe-se que já existia no final do século 18 e seu proprietário, nessa época, era Manuel José Machado, um comerciante e traficante de escravos, que acabou sendo preso, levado para Portugal e lá morreu na prisão.

Segundo o IPAC-BA, em 1824, Joaquina Josefa de Santana Machado recebeu o Solar como herança. Em 1831, o Solar foi vendido a Joaquim Ramos de Araújo. Em 1858, o médico Antônio José Alves, pai do poeta Castro Alves, adquiriu a propriedade e investiu grande parte de seus recursos para transformá-la em uma casa de saúde. Ao Solar, Castro Alves dedicou seu poema A Boa Vista.

Em agosto de 1869, o governo da Bahia comprou o imóvel, com base na Lei provincial nº 1.089, para a instalação de um hospital. Em 24 de junho de 1874, foi inaugurado, no local, o Azylo São João de Deus, com um hospital, sob a responsabilidade da Santa Casa da Misericórdia.

Em 1912, devido a problemas financeiros, a Santa Casa entregou as instalações ao governo da Bahia. Em 1935, o nome foi mudado para Juliano Moreira, em homenagem ao médico e cientista baiano.

Em 1943, o Solar foi tombado pelo Iphan. Em 1967, parte de sua extensa área foi desmembrada para a construção de um conjunto habitacional.

Em 1983, o Manicômio Juliano Moreira foi transferido para novas instalações. De 1983 a 1985, foi sede da Prefeitura Municipal e, no ano seguinte, tornou-se sede da Secretaria Municipal de Educação.

O Parque Solar Boa Vista foi criado no início dos anos '80.

O prédio, de notável mérito arquitetônico, foi construído em alvenaria de pedra, em um estilo defensivo do século 18. Sua planta é retangular, quase quadrada. Possui pátio interno, um saguão central com escadaria, em três lances, que conduz ao pavimento nobre. Sua torre funciona como mirante.

Em 4 de janeiro de 2013, um incêndio consumiu parte das instalações do Solar.

Mais: Patrimônios Históricos de Salvador

 

Cidade do Salvador

 

Capela São João de Deus

É provável que a Capela do Solar tenha sido construída no século 18, integrada ao prédio do Solar. Era comum, na época, que os casarões rurais tivessem sua própria capela. Sua localização, no pavimento térreo, sob a torre, permitia que agregados comparecessem às missas.

Sabe-se que, em 1874, ela foi reinaugurada como Capela São João de Deus, junto com o Asilo. São João de Deus é o padroeiro dos hospitais e doentes.

A Santa Casa da Misericórdia manteve o cargo do capelão enquanto o Solar estava sob sua responsabilidade, até 1912. Não se celebrava mais missas na Capela, em 1929*.

Em 1949, o IPHAN promoveu a restauração do forro da Capela.

Em janeiro de 2013, a pequena Capela estava em funcionamento, quando um incêndio destruiu parcialmente o Solar, atingindo a Capela, que está em recuperação. Abrigava uma imagem de Santo Antônio e outra de Nossa Senhora dos Aflitos. Tinha sacristia, teto em gamela e forro em madeira pintada.

* Extinctas Capellas da Cidade do Salvador, publicado em 1930, na Revista do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, N. 56.

 

Acima, ornamentos na entrada da Capela, após o incêndio de 2013. Parte da imaginária foi salva.

 

A rua Boa Vista nos anos '30, com o Solar, ao fundo.

 

Solar Boa Vista

 

Salvador

 

Capela Brotas
Boa Vista

 

Copyright © Guia Geográfico - Patrimônio Histórico de Salvador,

 

 

Solar Boa Vista

 

História Cidade Salvador

 

 

Divulgação

 

 

 

 

(Ampliar)